07 de outubro de 2021

Tecnologia da Informação: os "profissionais do futuro” estão em falta hoje

Por i4pro
tempo de leitura ...min.

A transformação digital vem impactando todos os setores da economia. A migração para produtos e serviços online e cultura data-driven são movimentos cada vez mais fundamentais para qualquer empresa operar no mercado.  Mas, nesse cenário cada vez mais digital, o que se tem visto é uma escassez de pessoas.

Sim, toda essa tecnologia que já nos cerca no dia a dia precisa de profissionais capacitados para fazê-la funcionar. No Brasil, existe um gap na capacidade de formar novos talentos com conhecimento de Tecnologia da Informação na quantidade e qualidade necessárias para atender a demanda das empresas por esses colaboradores.

Dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) apontam que, na contramão da maioria dos segmentos econômicos, o setor de TI criou 107 mil postos de trabalho no primeiro semestre de 2021.

Acreditamos que para evoluir é preciso estar em movimento e nossa prioridade hoje é investir e reconhecer nossos talentos, fomentar seu desenvolvimento e carreira dentro da empresa

E a tendência positiva nessa geração de empregos não deve parar tão cedo. Em outro estudo, a Brasscom mostra que o setor deverá contratar 420 mil pessoas no Brasil até 2024, de analistas a programadores e desenvolvedores de software.

Com 16 anos de know-how no desenvolvimento de soluções para todos os ramos de seguro, a i4pro vem formando profissionais com o raro skill set que combina formação em TI e conhecimento técnico em seguros. “Nosso capital humano é nosso ativo mais importante,” conta Carolina Florence, Diretora de Desenvolvimento Humano & Gestão Organizacional da i4pro. “Acreditamos que para evoluir é preciso estar em movimento e nossa prioridade hoje é investir e reconhecer nossos talentos, fomentar seu desenvolvimento e carreira dentro da empresa, através dos nossos Programas internos de Reconhecimento e Performance, Mobilidade Interna, Bonificação por indicação de talentos, Desenvolvimento das Lideranças e Treinamentos de Capacitação Técnica”, enfatiza Carolina.

Atitude de Dono, Inovação, Foco no Cliente, Excelência, Colaboração Construtiva e Integridade são inegociáveis e fazem parte da cultura da i4pro, construída em conjunto com todos os colaboradores através do Movimento Nós. “Queremos ser um modelo de empresa empregadora dos setores de tecnologia e de seguros, e para isso o como fazemos é tão importante quanto o quê fazemos, pois acreditamos que todos podem ter um impacto positivo significativo em nossos negócios, independentemente de cargos e posições hierárquicas. Garantir a prática dos nossos valores e fazer valer nosso propósito é parte do diferencial estratégico da i4pro”, afirma Carolina.

O fator Covid-19

A crise global da Covid-19 forçou um avanço digital nas agendas das empresas. O que seria feito de forma gradual em anos, tornou-se uma questão prioritária e levou somente meses. Sem dúvida, a implementação do trabalho remoto em larga escala foi a mudança mais impactante. Da noite para o dia, milhões de pessoas no mundo inteiro tiveram de achar um escritório em suas casas, fosse ele na sala, no quarto das crianças, na despensa… E, para fazê-lo funcionar, todo um pool de ferramentas digitais atingiram o mainstream num piscar de olhos, com resultados iniciais claudicantes, mas que, agora, já estão solidificadas em nosso cotidiano.

Daqui para frente, com o fim da pandemia começando a despontar no horizonte, o que começou como uma medida emergencial para salvar vidas, tende a ser o novo padrão do mercado de trabalho. Um modelo híbrido, conforme o ramo de atuação de cada empresa. O fato é que ficou mais do que provado que a presença física em um escritório não é condição indispensável para que negócios sejam fechados e investimentos sejam feitos.

A i4pro implantou o modelo de teletrabalho para 90% dos colaboradores e adotou o modelo híbrido com política de home-office para os demais. Esta mudança também trouxe a implantação de benefícios como o i4Office e o i4Infra, focados em custear as adaptações ergonômicas necessárias na casa do colaborador, assim como com parte das despesas com a infraestrutura de luz e internet. “Esse movimento, além de ter um impacto muito positivo na qualidade de vida de nossos profissionais, nos qualifica a atrair os melhores talentos, isolando a necessidade de contratar apenas nos grandes centros, equalizando os salários regionalmente, e ainda nos permite ter especialistas próximos aos nossos clientes no Brasil inteiro, afirma Carolina Florence.

Quem já está no caminho do mercado do futuro é a melhor opção para o presente. Quer trilhar esse caminho também? Trabalhe conosco: https://i4pro.gupy.io/

i4pro. Seguro pode ser simples.

Veja também

Usamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.